quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Emily Dickinson III & IV

IT was too late for man,
But early yet for God;
Creation impotent to help,
But prayer remained our side.

How excellent the heaven,
When earth cannot be had;
How hospitable, then, the face
Of our old neighbor, God!

*

Era tarde para os homens,
Mas cedo ainda para Deus;
A criação não ajudava,
Mas a prece estava do nosso lado.

O céu é excelente,
Quando não se pode ter a terra;
Tão acolhedora, então, a face
Do nosso velho amigo, Deus!

Emily Dickinson
- tradução minha

**


THE DAISY follows soft the sun,
And when his golden walk is done,
Sits shyly at his feet.
He, waking, finds the flower near.
“Wherefore, marauder, art thou here?”
“Because, sir, love is sweet!”

We are the flower, Thou the sun!
Forgive us, if as days decline,
We nearer steal to Thee,—
Enamoured of the parting west,
The peace, the flight, the amethyst,
Night’s possibility!

*

Atrás do sol segue suave a margarida,
E quando sua áurea jornada termina,
Senta-se envergonhada aos seus pés.
O sol, despontando, encontra a flor.
“Portanto, saqueadora, estás aqui?”
“Senhor, é que o amor é doce!”

Nós somos a flor, Tu o sol!
Perdoa-nos se, ao entardecer,
Mais perto de ti pilhamos, –
Enamorados do ocaso,
Da paz, do voo, da ametista,
Da probabilidade da noite!


Emily Dickinson
- tradução minha

Sem comentários: