segunda-feira, 7 de julho de 2014

Le Tour



Sobem a montanha com pássaros em debandada no coração. Alentam a respiração com o fôlego vertebrado da limalha ramificada nos pulmões. Equilibram-se sobre os pedais com o ceptro ardente das pernas perfurando os rins. Estão em plena ascensão para as mandíbulas de deus, onde beberão com o esquecimento a saliva da recompensa.