quinta-feira, 4 de março de 2010

Narciso

Tudo o que toco brilha.
Dessa ciência ceguei.

Posso amar as imagens que desconheço.

Sem comentários: